sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Rosas

O sol nasce,
Banha de luz a rosa.
A noite chega
Embalando-a em orvalho.
O broto vira flor,
Um singelo desabrochar
Para o mundo
De pura beleza.
A rosa exala inebriante perfume
E não se constrange
Em oferecer tuas armas.
Espinhos,
Em defesa de tuas frágeis pétalas.
Aceita o destino de ser solitária
Pelo temor de mãos incrédulas,
Incapazes de tocar sem secá-la.
Entrega-se a contemplação
De olhos famintos,
Sem lamentar o seu cárcere.
E de uma só vez
Exibe a elegância de ser rosa,
Flor delicada
Cantada em verso e prosa.
E também o seu desencanto
Deslumbrante,
No Desfalecer melancólico
Perdido no colorido
Da torturada paisagem.
Que torna seu pranto
Um canto novo no surgir
De um novo broto.

4 comentários:

Sobre Livros e Filmes disse...

De longe foi a melhor postagem
amei!!!

continui assim!!

bjão

Adriany Thatcher disse...

Folhas de rosa


Todas as prendas que me deste, um dia,
Guardei-as, meu encanto, quase a medo,
E quando a noite espreita o pôr-do-sol,
Eu vou falar com elas em segredo ...


E falo-lhes d'amores e de ilusões,
Choro e rio com elas, mansamente...
Pouco a pouco o perfume do outrora
Flutua em volta delas, docemente ...


Pelo copinho de cristal e prata
Bebo uma saudade estranha e vaga,
Uma saudade imensa e infinita
Que, triste, me deslumbra e m'embriaga


O espelho de prata cinzelada,
A doce oferta que eu amava tanto,
Que reflectia outrora tantos risos,
E agora reflecte apenas pranto,


E o colar de pedras preciosas,
De lágrimas e estrelas constelado,
Resumem em seus brilhos o que tenho
De vago e de feliz no meu passado...


Mas de todas as prendas, a mais rara,
Aquela que mals fala à fantasia,
São as folhas daquela rosa branca
Que a meus pés desfolhaste, aquele dia...

Florbela Espanca

Carol Araujo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carol Araujo disse...

Já admiro flores por natureza. Vc bem sabe disto. Orquídeas brancas sempre foram minhas preferidas. Mesmo sendo especificamente da rosa, achei linda a descrição. É um pouco análogo com nossa situação enquanto mulheres. Sentimentos, altos e baixos, fragilidade e força, resistência, sedução, mistério, exposição, sensibilidade, intuição, inteligência.
Passo a enxergar essa espécie de uma maneira diferente, mas interior. De aparências, já bastam as das pessoas (elas valorizam tanto a ponto de influenciar nas suas relações).

Parabéns, muito inspirado!