sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Página em Branco

Lembro do primeiro encontro
meu olhar inquieto desejou o teu
minha boca sedenta precisou da tua
nossos corpos bailaram escrevendo o amor

Lembro de quando fostes meu porto
não tínhamos direção apenas paixão

Angústia era contar segundos longe de tua presença
Lembro...

Recordo...

Sinto o cheiro silencioso do sussurro
tantos planos
tantos mapas

Tuas palavras
Minha entrega

.....e a página em branco.

2 comentários:

jorginho da hora disse...

Menina, dá uma olhada nesse site e divulgue entre os amigos: www.bibliadocetico.net

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net encontrei o seu blog, estive a ler algumas coisas e posso dizer que é um blog fantástico,
com um bom conteúdo, dou-lhe os meus parabéns.
Se desejar faça uma vista ao Peregrino e sevo e deixe o seu comentário.
Sou António Batalha, do Peregrino E Servo.