terça-feira, 17 de setembro de 2013

Estrela Perene

São muitas pedras

Muitas negativas 

Idas, vindas, vidas que deixam de sonhar

As flores não desistiram 
elas continuam a brotar

Eu retorno a janela 

aquela, velha conselheira de outros tempos

A canção antiga toca longe
aproxima emoções e antigas lembranças
Um sorriso doce
Uma lágrima livre

A noite cai

Um comentário:

Ricardo Dib disse...

Sôfrego poetizar...