sábado, 30 de abril de 2011

Baile de Outono


Ah! Os dias de outono chegaram.

A estação convida a sobriedade

Da fala e das cores.

O mágico momento do despertar para si,

É um retiro na caverna dos quereres.

Não, não são tristes os dias pouco ensolarados,

Recheados com gotículas de chuva,

Tampouco solitários.

São alimentados pelo olhar atento

Na fala mansa de quem aceitou fazer companhia a si

E estar bem, mesmo sozinho.

Livros vinho e a janela da alma ou da rua,

Ternura, paciência e disposição.

Acordar preguiçosamente para tantos afazeres

Escolhidos para dar sentido.

Dormir pesadamente após o longo dia

De responsabilidades.

Ser gratificado com as folhas secas varridas pelo vento,

O vento que toca também o seu corpo,

Na dança das nuvens pesadas de emoção

Banhar-se na chuva fina ou na torrente do céu

Ah! É outono outra vez.

Recordar com saudade,

Sorri para a vida com a certeza que ela te pertence.

Sim, é outono.

E daqui do meu aconchego escrevo para celebrar.

5 comentários:

Carol Araujo disse...

Ahh, eu curto o outono! Apesar de gostar mais da sensação do inverno.
Sinto-lhe introspectiva neste "baile" e me identifiquei muito na rotina da estação, da maneira que vc descreve.
Tenho pensado tanto em todas as tarefas que nos obrigamos e penso "como seria se fosse diferente?", mas não passa de um pensamento.
Enxerguei a renovação das nossas maneiras de pensar e agir pela representação das folhas desprendidas.
Adoro a maneira como vc integra a natureza como parte de nós! Demonstrando a lembrança que fazemos parte uma da outra.
Outono... é repensar sem radicalismo, pois a folha que nasce, após sua passagem, tem a mesma essência e faz parte da mesma árvore, ainda que não seja a mesma folha.

Layz Costa disse...

Amei teu espaço... Já te sigo!!... se puder, visita minha página, seria uma honra tê-la como seguidora.

Um brasileiro disse...

ola. tudo blz? estive por aqui. muito legal.apareça por la. abraços.

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


COMPARTIENDO ILUSION
ALMA DE FLOR

CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...




ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CARROS DE FUEGO, MEMORIAS DE AFRICA , CHAPLIN MONOCULO NOMBRE DE LA ROSA, ALBATROS GLADIATOR, ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER ,CHOCOLATE Y CREPUSCULO 1 Y2.

José
Ramón...

george araújo disse...

outubro é o meu mês.
por isso ele é lindo assim... hihi


bjo rosa
nunca mais tu foi avessar. lá no meu blog, hein?
>>